Papel higiênico mais famoso do mundo é português

Por Giuliana Miranda

Papel higiênico é um artigo que só costuma despertar a nossa atenção quando acaba. Uma empresa portuguesa, porém, conseguiu levar os rolinhos ao patamar fashion e de artigo de desejo entre celebridades internacionais.

A cantora Beyoncé tem pacotes e mais pacotes de papel higiênico vermelho na sua lista de exigências para os shows. Simon Cowell, o jurado mal-humorado do programa American Idol, só usa papel preto no banheiro das suas mansões. Um punhado de discotecas chiques de Paris, também.

Em comum está a fabricante por trás dessas extravagâncias: a marca Renova, fundada e sediada em Portugal, mas que já se espalhou por outros países.

Fundada em 1818, a empresa era só mais uma das inúmeras fabricantes de papel higiênico convencional até 2005, quando lançou no mercado seu produto mais famoso: o papel higiênico preto.

Batizado de black edition, o rolinho preto —patenteado pela companhia— foi um sucesso e virou item de colecionador. Pouco tempo depois, já era descrito pelo “New York Times” como o must-have da estação.

Em entrevista à “Forbes” de Portugal, Paulo Pereira Silva, CEO da empresa, revelou que a inspiração veio em uma apresentação do Cirque du Soleil, em Las Vegas, onde os trapezistas apareciam enrolados em fitas pretas. Da ideia inicial à venda nas lojas, foram cinco anos de trabalho.

Várias outras cores fazem parte do portfólio: do verde neon ao vermelho-sangue adorado por Beyoncé.

Reportagem na tv japonesa fala dos papeis higiênicos coloridos de Portugal
Reportagem na tv japonesa fala dos papeis higiênicos coloridos de Portugal | Crédito: Reprodução

O hype em torno da oferta de papel higiênico em tantas cores chegou também ao mundo do design e da moda. Os rolos foram apresentados em lugares como o Salon Maison & Object em Paris e no Savina Museum of Contemporary Art em Seul, na Coreia do Sul.

A onda do papel higiênico colorido hoje já é uma marca registrada em Portugal. No período de Natal (para a minha completa surpresa e perplexidade), a marca montou alguns quiosques para venda dos rolos coloridos como presentes de Natal.

Um pacote com seis rolos do item mais famoso da empresa, o tal papel preto, sai por cerca de R$ 30 (7,15€).

No resto do ano, é possível comprar os rolinhos pelo site e em vários pontos de venda pelo mundo. Inclusive em algumas lojas do estilo free shop nos aeroportos de Portugal, como recordação da visita.

Quiosque da marca no Centro Comercial Vasco da Gama, em Lisboa
Quiosque da marca no Centro Comercial Vasco da Gama, em Lisboa

****

Ora Pois no Facebook

Já conhece a página do Ora Pois no Facebook?

Faça uma visitinha e fique sempre por dentro das atualizações do blog.