Folar: o delicioso (e calórico) pão da Páscoa em Portugal

Por Giuliana Miranda

Além da troca de chocolates, a Páscoa em Portugal tem uma outra importante tradição gastronômica: o folar, um aromático pão que tem versões doces e salgadas e é sucesso de Norte a Sul do país.

A iguaria tem muitas variações regionais. Como não poderia deixar de ser, há até um certo clima de competição entre algumas dessas áreas onde a produção é mais tradicional.

Além de saboroso, o folar —pronuncia-se fular, no sotaque português— tem um simbolismo bastante especial. Ele é considerado uma celebração da amizade e da reconciliação. É costume que os padrinhos presenteiem seus afilhados no domingo de Páscoa com um folar.

A versão salgada do pão é uma mistura de farinha, azeite, ovos, manteiga e diversos tipos de carne.

A “estrela” desse tipo de folar são os chamados enchidos, ou embutidos, como nós brasileiros chamamos linguiças, presuntos e outros quetais. Com o calor do forno, a gordura presente nessas carnes se espalha pela massa, que fica macia e com um sabor marcante e bastante característico.

Entre os mais famosos estão alguns da região Norte, como o de Valpaços e o de Chaves.

Embora ele seja facilmente encontrado em supermercados e padarias, muitas famílias ainda optam por prepara-los em casa.

Já a versão doce costuma levar amêndoas ou mel e erva-doce e ser decorada com ovos e outros símbolos da Páscoa.

****

Ora Pois no Facebook

Já conhece a página do Ora Pois no Facebook?

Faça uma visitinha e fique sempre por dentro das atualizações do blog.