Falsos traficantes aplicam golpe em turistas em Lisboa

Por Giuliana Miranda

Apinhada de jovens devido à alta concentração de barzinhos e baladas, a região da baixa de Lisboa tem enfrentado um problema inusitado: os falsos traficantes.

Em vez de maconha, esses indivíduos costumam fornecer aos consumidores —a maioria turistas— embalagens contendo louro prensado. Isso mesmo: tempero disfarçado de droga.

Pode parecer simples, mas se trata de uma armação para lá de engenhosa. Uma vez que a venda de drogas não é permitida, os consumidores “lesados” não podem reclamar do golpe para as autoridades.

Já a polícia, por sua vez, também tem pouco a fazer: o comércio de louro prensado não configura crime, o que dificulta na hora de reprimir a prática e faz com que os “traficantes” sejam ousados, anunciando livremente suas mercadorias.

 

Região do Chiado concentra vários falsos traficantes |Crédito: Giuliana Miranda
Região do Chiado concentra vários falsos traficantes | Crédito: Giuliana Miranda

Em áreas como o Cais do Sodré, o Chiado e o Bairro Alto —que concentram a vida noturna da capital portuguesa— é comum ser abordado, sem muita cerimônia, por pessoas oferecendo maconha em alto e bom som. Para garantir que foram compreendidos, eles repetem o anúncio em inglês e espanhol.

Lisboa é uma cidade bastante segura, inclusive para os turistas, mas não são poucos os turistas que se queixam de serem constantemente abordados por esses indivíduos.

Comerciantes da região também andam insatisfeitos com o efeito negativo na clientela e têm tentado se mobilizar para coibir a presença dos falsos traficantes (e de alguns verdadeiros também), que atuam inclusive à luz do dia.

****

Ora Pois no Facebook

Já conhece a página do Ora Pois no Facebook?

Faça uma visitinha e fique sempre por dentro das atualizações do blog.