Bon Bon: mais nova estrela Michelin de Portugal se destaca pelos frutos do mar

Por Giuliana Miranda

Se no passado a imensidão do litoral português foi um incentivo às navegações, hoje ela ajuda a catapultar a culinária do país.

Única novidade portuguesa na mais recente edição do badalado “Guia Michelin”, o restaurante Bon Bon, no Algarve, usa e abusa da variedade dos peixes e mariscos portugueses.

Embora faça uma cozinha com DNA português e tenha um público essencialmente internacional, o Bon Bon passa longe (muito mesmo!) daquele modelo mais tradicional de restaurante para turistas: nada de porções gigantescas e nem generosas postas de bacalhau.

A obstinação do chef Rui Silvestre — que aos 29 anos tem na bagagem experiências em restaurantes premiados na França e outros lugares da Europa— é marcada nos detalhes da carta, que é alterada constantemente.

O elegante menu-degustação —que pode ter três, cinco ou sete pratos — muda conforme os ingredientes disponíveis e, claro, a criatividade do chef.

Assumidamente perfeccionista com seus colaboradores, Silvestre reconhece que tamanho dinamismo gastronômico impõe dificuldades adicionais.

“As refeições são longas. Temos de ter algumas surpresas no menu também para entreter”, diz ele, em um tom entre a brincadeira e a seriedade.

Ainda nas entradas, o menu “Flora e Fauna” me surpreendeu com uma opção bem original: um bolinho de berbigão, que é um marisco normalmente consumido na própria concha.

Bolinho de berbigão: uma receita original com um ingrediente tradicional da culinária portuguesa | Crédito: Giuliana Miranda
Bolinho de berbigão: uma receita original com um ingrediente tradicional da culinária portuguesa | Crédito: Giuliana Miranda

Destaque também para a criativo prato de raia com wasabi (aquela raiz forte da culinária japonesa), enguia defumada e alho-poró (que em Portugal se chama alho francês).

Os amantes de camarão certamente se entusiasmam com a robusta gamba violeta, com agrião e algas. Um prato com um forte sotaque local.

Mais delicados, os aspargos (espargos, aqui em Portugal) acompanhados de caviar imperial e sabayon de azeite e limão também são espetaculares.

Aspargos com caviar imperial e sabayon de azeite e limão | Crédito: Giuliana Miranda
Aspargos com caviar imperial e sabayon de azeite e limão | Crédito: Giuliana Miranda

VINHOS, MUITOS VINHOS

Uma vez no salão, é difícil escolher para onde olhar. Se para a bela vista da serra algarvia ou para a enorme adega do restaurante, que é exibida ao público separada apenas por um vidro transparente.

A adega do restaurante é parte da decoração | Crédito: Divulgação
A adega do restaurante é parte da decoração | Crédito: Telmo Antunes

O dono do Bon Bon, Nuno Diogo, é também o responsável pelo arsenal vínico do restaurante, que existe há 25 anos, mas está sob seu comando há dois.

O menu-degustação tem a opção de harmonização com vinhos, o chamado wine paring. Quando visitei o espaço, no início de maio, o sommelier apostou na combinação apenas com vinhos brancos nacionais.

“Portugal tem se destacado e produzido vinhos brancos cada vez melhores”, explica Diogo.

FÉRIAS
Como a maioria dos restaurantes do Algarve, uma região calcada no turismo de praia, o Bon Bon tira férias no inverno. O restaurante fecha entre novembro e fevereiro.

SERVIÇO
Bon Bon
Endereço: Urbanização do Cabeço de Pias, Bloco 5, Sesmarias. Algarve, Portugal
Telefone: +351 282 341 496
E-mail: restaurante.bonbonbypp@yahoo.com
Preço: a partir de € 73,00 (menu de três pratos)

****

Mais Ora Pois!

Já conhece a página do Ora Pois no Facebook? Faça uma visitinha e fique sempre por dentro das atualizações.

O blog também está no Instagram: @orapoisblog. Por lá você encontra belas imagens e muitas dicas de Portugal.