Preço dos imóveis do centro histórico de Lisboa tem alta de 19% em um ano

Por Giuliana Miranda

Comprar um imóvel em Lisboa está cada vez mais caro, sobretudo na valorizada região do centro histórico.

Um levantamento indica que, em 2016,  o preço dessas propriedades subiu 19% em comparação ao ano anterior.

Segundo a pesquisa da Confidencial Imobiliário, empresa especializada em indicadores de mercado, o valor dos imóveis no centro histórico da capital portuguesa vem crescendo ininterruptamente desde o segundo semestre de 2014. Uma alta de 46% deste então.

Embora o centro histórico tenha  uma valorização mais acentuada, os preços dos imóveis no resto da cidade também ficou significativamente mais elevado, com alta acumulada de 36% no mesmo período.

Extrapolando um pouco o escopo da pesquisa, nota-se que o cenário é o resultado de uma combinação de vários fatores, mas com destaque para dois pontos: o turismo e a compra de imóveis por estrangeiros.

Em Portugal, há uma brecha na legislação tributária que, na prática, permite que imóveis alugados por curta duração —ou seja, para turistas, como na plataforma AirBNB— sejam menos taxados do que nos contratos de locação tradicionais, em que o imposto pede chegar a quase 30% do valor da renda.

Com isso, muita gente decidiu apostar no segmento, movimentando o mercado de compra de imóveis.

Chiado, no centro histórico de Lisboa, concentra uma importante área de compras | Foto: Giuliana Miranda
Chiado, no centro histórico de Lisboa, concentra uma importante área de compras | Foto: Giuliana Miranda

E mais: muitos senhorios decidiram abandonar os inquilinos de longa duração para entrarem também no ramo dos aluguéis para turistas, gerando uma forte alta também no valor dos aluguéis na cidade.

Para completar, o mercado de imóveis também virou porta de entrada para a autorização de residência de estrangeiros em Portugal.

Desde 2012, existe  um programa de concessão de vistos de residência para estrangeiros que invistam pelo menos € 500 mil (cerca de R$ 1,65 milhão) em imóveis. Se a propriedade tiver mais de 30 anos ou estiver em uma zona que precise de restauração, o valor cai para € 350 mil (R$ 1,15 milhão).

Já há quem fale numa bolha imobiliária na cidade.

****

Mais Ora Pois!

Já conhece a página do Ora Pois no Facebook? Faça uma visitinha e fique sempre por dentro das atualizações.

O blog também está no Instagram: @orapoisblog. Por lá você encontra belas imagens e muitas dicas de Portugal.