9 palavras e expressões de Portugal que são muito estranhas para os brasileiros

Por Giuliana Miranda

A língua pode até ser a mesma, mas o português usado em cada lado do Atlântico tem suas peculiaridades.

Para ilustrar um pouco dessas maravilhosas diferenças, preparei uma lista com nove palavras e expressões que estão certas em Portugal, mas que soam muito estranhas para um brasileiro.

1. Esparguete

 

A primeira visita a um supermercado português costuma causar espanto já na aparentemente inocente gôndola das massas.

Em vez de espaguete, na terrinha fala-se esparguete.

Prato favoritPrato favorito de quem tem preguiça na cozinha chama-se "esparguete" Portugal | Foto: Giuliana Mirandao de quem tem preguiça na cozinha tem outro nome em Portugal | Foto: Giuliana Miranda
Prato favorito de quem tem preguiça na cozinha chama-se “esparguete” Portugal | Foto: Giuliana Miranda

 

2. Brócolos

 

A área destinada às verduras também causa surpresas.

Em vez de brócolis, os portugueses comem brócolos.

Nada de brócolis. Em Portugal, o certo é brócolos | Foto: Divulgação
Nada de brócolis. Em Portugal, o certo é brócolos | Foto: Divulgação

 

3. Húmido

 

Enquanto no Brasil o “h” de úmido já caiu há muitos anos, em Portugal ele persiste.

Por associação, a palavra umidade também ganha um “ha” por aqui e é escrita como “humidade”.

Em Portugal, úmido tem um H a mais | Foto: Giuliana Miranda
Em Portugal, úmido tem um H a mais | Foto: Giuliana Miranda

 

4. Porquê? 

 

Uma das grandes lacunas do último acordo ortográfico, na opinião de alguns especialistas, foi a não unificação dessa regra.

Enquanto no Brasil a forma interrogativa se escreve separada (por que), em Portugal o jeito correto é junto (porque).

Há, no entanto, uma diferença de pronúncia. Quando se trata de uma conjunção causal, nossos amigos lusitanos dizem “púrque”.

Porque em Portugal é junto mesmo nas interrogações | Foto: Divulgação
Porque em Portugal é junto mesmo nas interrogações | Foto: Divulgação

 

5. Mais pequeno

 

Em Portugal, é comum ouvir as pessoas dizerem que uma coisa é “mais pequena” do que outra.

Embora pareça muito estranha para um brasileiro, a expressão está correta nos dois países. O comparativo pode ser feito usando a forma sintética (menor) ou a completa (mais pequeno).

6. Leite gordo e magro

 

Não tem essa de integral e desnatado. Em Portugal, os laticínios não têm eufemismos: são gordos ou magros.

Ah, e a variedade semidesnatada é o leite meio-gordo.

Semidesnatado em Portugal é meio gordo | Foto: Giuliana Miranda
Semidesnatado em Portugal é meio gordo | Foto: Giuliana Miranda

7. Camião

 

Caminhão só mesmo no Brasil. Em Portugal é camião ou, se for um daqueles menores, pode ser uma carrinha.

Em vez de caminhão, em Portugal diz-se camião | Foto: Pexels
Em vez de caminhão, em Portugal diz-se camião | Foto: Pexels

 

8. Golo

 

Por aqui, o momento máximo do futebol ganha um “o” no fim da palavra.

Cristiano Ronaldo comemora o segundo gol marcado contra o Bayern, o seu 100º na Liga dos Campeões| Foto: Christof Stache/AFP
Cristiano Ronaldo comemora o segundo gol marcado contra o Bayern, o seu 100º na Liga dos Campeões| Foto: Christof Stache/AFP

 

9. Andebol

 

O nome da modalidade esportiva é escrito sem “h” e a pronúncia é exatamente como se lê: an-de-bol.

Embora no Brasil a forma mais aceita seja “handebol”, o Dicionário Michaelis considera andebol como uma grafia correta.

Aqui o "h" é a menos | Foto: Divulgação
Andebol: aqui o “h” é a menos | Foto: Divulgação

 

 

****

Mais Ora Pois!

Já conhece a página do Ora Pois no Facebook? Faça uma visitinha e fique sempre por dentro das atualizações.

O blog também está no Instagram: @orapoisblog. Por lá você encontra belas imagens e muitas dicas de Portugal.